Loading...
CAIPDV 2019-10-04T15:42:34+00:00

A ANIP (Associação Nacional de Intervenção Precoce) criou em setembro de 2001 o Centro de Apoio à Intervenção Precoce na Deficiência Visual (CAFAP-CAIPDV), pela necessidade de uma família com uma bebé com deficiência visual, que não encontrava respostas para os desafios colocados com o nascimento desta criança.

Criado através de um Programa “Ser Criança”, o CAIPDV desenvolve o seu trabalho em consonância com os princípios e valores da Intervenção Precoce, nunca descurando a especificidade da Deficiência Visual. É um serviço único e gratuito, que conjuga vários recursos materiais e humanos especializados nesta matéria.

Dos 0–6 anos

Famílias de crianças com deficiência visual (baixa visão, cegueira e défice visual cerebral) dos 0-6 anos e profissionais que as acompanham localmente.

Equipa transdisciplinar:

1 psicóloga;
1 técnica de serviço social;
1 educadora social;
1 terapeuta ocupacional;
1 terapeuta da fala.

Área Geográfica de Atuação

Pontualmente, outras zonas do país (sob condições específicas – contactar para mais informações).

Horário

9h-13h | 14h-17h

Contactos

Blogue:
//caipdvolec.wordpress.com/

Morada:
Praceta Padre José Anchieta,
Lote 5, R/ch, Fração C,
3000-319 COIMBRA

Tlm: 239 928 126 |  965 224 961
Email: caipdv@anip.net

Serviços

  • Realização da avaliação da criança com deficiência visual (domicílio, creche, jardim de infância, etc.);

  • Elaboração do respetivo Relatório de Avaliação com sugestões de intervenção;

  • Realização de Reuniões de articulação com técnicos e família sempre que se justifique;

  • Biblioteca/ludoteca especializada na deficiência visual;

  • Sensibilizações para a deficiência visual em contextos educativos e comunitários;

  • Participação na Consulta de Baixa Visão (Oftalmologia Pediátrica, Pediatria do Desenvolvimento e Medicina Física e Reabilitação), em articulação com o Hospital Pediátrico de Coimbra.

  • Oficina de Literacia Emergente para a Cegueira (OLEC)
    — Construção de recursos de apoio à literacia emergente para crianças com cegueira, nomeadamente adaptação de livros táteis ilustrados;
    — Criação de Baús de Leitura;
    — Visitas mensais aos contextos educativos/domicílios das crianças, onde se desenvolvem ações promotoras da Literacia emergente;
    — Trabalho cooperativo com as famílias para capacitação em práticas de Literacia emergente – ateliês para pais;
    — Blogue sobre o trabalho da OLEC para disseminação das práticas desenvolvidas //caipdvolec.wordpress.com/

A Equipa

Patricia Valerio
Técnica de Serviço Social

Inês Mota Marques
Educadora Social

Rita Ângelo
Terapeuta Ocupacional

Maria Ferreira
Terapeuta da Fala

Marta Filipe
Psicóloga

O nosso objetivo:

O principal objetivo do CAFAP-CAIPDV é a promoção da qualidade da intervenção prestada a crianças com deficiência visual, associada ou não a outras deficiências, com idades compreendidas entre os 0 e os 6 anos, respetivas famílias e técnicos de apoio local.

Pressupostos Conceptuais:

Práticas recomendadas baseadas na evidência (empírica e científica) e reconhecidas internacionalmente:

1. Ênfase na aprendizagem nos contextos naturais

2. Intervenção centrada na família

3. Trabalho de equipa com funcionamento transdisciplinar

4. Coordenação inter-serviços

Queremos repensar outros pressupostos:

Inclusão das crianças com deficiência visual

Aprendizagem através da ludicidade

Adaptação de materiais acessíveis a todas as crianças

Boletim “Ponto de Vista”

Descarregue aqui as últimas edições do Boletim Ponto de Vistaum recurso de ligação que ambiciona fixar raízes de proximidade essenciais para o trabalho desenvolvido com as famílias e as suas crianças. Neste espaço, as palavras darão visibilidade a todos os contextos – familiar, educativo, terapêutico, clínico – numa convergência de ideias e reflexões provenientes do vasto leque de agentes que são mobilizados através deste serviço.

Tem questões? Fale connosco!